10 dicas para preparar um Recital (sem stress!!)

Olá a todos!!

Espero que tenham tido um ótimo Natal 🎄e estejam aproveitando as merecidas férias! Quanto a mim, esse tem sido um Dezembro bastante corrido, mas finalmente volto para fechar os últimos posts do ano, antes que ele acabe!!!!

Hoje vamos a nossa Parte 1 do Manual de Sobrevivência para os Recitais!

Pois é! Preparar um recital de alunos, na minha opinião, é uma das tarefas mais desafiadoras para o professor particular de instrumento. São muitas etapas e processos para que tudo ocorra bem, em resumo: dá trabalho! Mas com a devida antecedência e planejamento é possível programar tudo sem muito stress! Abaixo elaborei 10 pontos relacionados à essa fase de preparação!

1. Lista de eventos

image

Com muita antecedência (preferencialmente no início do ano) seria interessante que o professor fizesse uma lista de todos os eventos que planeja fazer com os alunos, sejam recitais, workshops, cursos, concertos guiados, encontros, aulas abertas ou até festinhas.

2. As datas

image

A partir da lista de eventos do ano, o próximo passo seria pensar nas datas de realização. Quando eu e os professores do Pianópera nos reunimos para decidir o calendário semestral ou anual de eventos temos só uma coisa em mente: queremos que o maior número de alunos participe! Por isso seguimos as seguintes diretrizes:

• Escolhemos as datas em um dia da semana que a maioria dos alunos esteja disponível, nesse caso aos sábados;
• Evitamos ao máximo os finais de semana com feriados prolongados, meses de férias escolares ou épocas do ano com muitas atividades (como Dezembro, por exemplo) e observamos datas importantes nas escolas onde temos um grande número de alunos;
• Enviamos o calendário de eventos, assim alunos, pais, professores e convidados podem organizar suas agendas.

Mesmo assim não é possível evitar que alguns deixem de participar por conta de compromissos particulares, mas tomando esses cuidados conseguimos ter um bom quórum.

Há também aqueles alunos que não gostam de tocar em público ou aqueles que gostariam, mas nós como professores sentimos que ainda não estão suficientemente preparados. Nesses casos é melhor não insistir e respeitar o tempo e a vontade do aluno. Os recitais são eventos para os  que estejam em condições e que sintam o desejo de participar.

3. Escolha dos locais

image

A partir das datas é hora de entrar em contato com os possíveis locais onde possam ser feitos os eventos, de acordo com as características e demanda de cada um. No nosso caso trabalhamos com duas opções:

Primeiro: uma sala para 40 lugares, em local de fácil acesso para a realização de eventos pequenos, como saraus, masteclasses, recitais solo, ensaios, etc.

Segundo: para recitais de grande porte alugamos um auditório que comporte um maior número de alunos e convidados.

Há alguns pré-requisitos que tentamos seguir na hora de buscar um espaço “ideal” para os eventos: fácil acesso, seguro, com um ótimo piano, lugares suficientes, ar condicionado, boa iluminação, próximo a estacionamentos ou pontos de transporte público (como o metrô, por exemplo), que esteja dentro do nosso orçamento e PRINCIPALMENTE que seja um local sério e confiável.

Uma pequena história para ilustrar o que acabei de reforçar:
Já aconteceu de alguns locais cancelarem conosco faltando 3 dias para o recital, com todos os convite entregues, tudo organizado e com contrato assinado e o aluguel pago. Por mais que se possa recorrer à justiça nesses casos, nada, nada mesmo paga a grande dor de cabeça de ter que realocar um evento de última hora! É realmente um pesadelo! Por isso, escolher um local de confiança, que tenha uma agenda organizada e que cumpra com o contrato é de ESSENCIAL importância! A partir daí é só reservar com muita antecedência para garantir tranquilidade para alunos, pais, convidados e principalmente para nós, professores!

4. Informação!

image

Depois de reservar os dias e locais dos eventos, o próximo passo é enviar uma circular para todos os pais e alunos informando sobre as datas. Nessa circular constam o dia do evento, os dias e horários de ensaios, o que é preciso que o aluno leve, a sugestão de vestuário e o custo por aluno. Nós costumamos imprimir e entregar aos pais, mas também enviamos uma cópia por e-mail. Essa informação inicial do tipo “save the date” é importantíssima, não só para que os pais e alunos reservem as datas em seus calendários, mas também para que tenham confiança de que o trabalho do professor de fato é sério e organizado. Nada de coisas de última hora!
Com o passar dos meses é sempre bom relembrar de tempos em tempos a todos (pais e alunos) das datas por mensagens de e-mail ou WhatsApp, assim evitamos que se esqueçam dessas informações importantes.

5. A escolha do repertório!

image

Bem, essa é uma questão crucial para o sucesso do evento. Ao expor o aluno a uma situação de palco há que se ter o máximo de cuidado para que o mesmo sinta-se seguro e confiante. Esse é o segredo para um final feliz!! Nesse caso, deve-se escolher a música com antecedência. Pelo menos uns 70 dias antes seria o ideal, mas se for algo que já esteja no repertório do aluno, que já saiba tocar com fluência, pode até ser com menos tempo.
Como trabalhamos em conjunto eu e outros professores, tomamos também a precaução de enviar uma lista de músicas que nossos alunos vão tocar, assim evitamos repetições e as indesejadas comparações entre a performance de um aluno com o outro. Ah, e sempre temos um plano A e um plano B, ou seja, uma música reserva, caso seja necessário trocar porque outro aluno escolheu a mesma.

Outra questão é que alunos que se apresentam pela primeira vez, especialmente os das faixas etárias entre 4-8 anos, fazemos repertório a 4 mãos, que pode ser com o professor ou com algum membro da família que também saiba tocar (mãe, pai, avô, irmão mais velho…). Assim eles dividem com outra pessoa mais experiente a responsabilidade de estarem no palco, ganham confiança e com isso acabamos minimizamos um pouquinho esse estigma do pianista solitário no palco!

6. O calendário de contagem regressiva

image
Para intensificar o estudo e ajudar o aluno a se preparar adequadamente montamos um calendário de contagem regressiva de 1 mês ou 15 dias. Assim os alunos seguem tarefas específicas para que o momento do estudo se aproxime ao momento do palco e eles sintam-se muito seguros na hora da apresentação. Mas vou fazer um post especialmente sobre isso amanhã com um vídeo explicativo e um arquivo PDF para baixar o modelo, então não percam.

7. Convites

image

Aproximadamente 3 semanas antes do recital é hora de enviar os convites. A partir do número de participantes e da quantidade de acentos disponíveis no local o professor deve informar a quantidade de convidados que cada aluno pode ter. A ideia é que todos possam se sentar confortavelmente e que não tenhamos ninguém de pé durante o evento.

Em um post anterior deixei uma super dica sobre cartazes e convites que podem ser feitos de forma simples e barata no Joy Tunes. Mas há também outros apps e sites que podem auxiliar nessas horas como o Piccolage e o Canva.

Antigamente costumávamos imprimir tudo, mas hoje em dia os alunos preferem enviar por mídias sociais (messenger, WhatsApp…) e e-mail, então só fazemos de forma virtual. Abaixo estão alguns modelos desse ano:

image

image

image

8. A hora dos ensaios!

image

Sim, fazer ensaios é importantíssimo, especialmente quando estamos falando de alunos de piano, que obviamente não vão tocar no próprio instrumento e precisam de um tempo de preparação e adaptação ao piano do recital, ao pedal, ao peso das teclas, ao som, a acústica do local…Quando os alunos têm teclado ou piano eletrônico em casa, esses ensaios tornam-se ainda mais relevantes!

No nosso caso fazemos um ensaio geral uma semana antes, e no dia do recital os alunos têm que chegar mais cedo para treinarem no piano da apresentação. Gostaríamos de fazer mais, mas o custo de aluguel dos espaços limita nossa quantidade de ensaios, de forma que não fique muito pesado para os pais e alunos que custeiam todo o evento.

9. As últimas instruções!

image

Na semana do recital costumo revisar algumas coisinhas que considero importantes para os alunos e pais. Para os alunos eu entrego uma folhinha com lembretes que fazem toda a diferença para a hora da performance, e para os pais envio mensagens no dia anterior lembrando do endereço, do horário de chegada para o ensaio, do vestuário e das partituras (para aqueles que não vão tocar de memória).

10. Os Materiais

image

A última coisa seria listar e separar TODOS os materiais que o professor deve levar para o evento, que variam de acordo com cada tipo de recital e do que está disponível no local, mas alguns que poderia citar são: partituras ou livros (como uma segurança caso os alunos se esqueçam); lanchinho e descartáveis, um banquinho para apoio dos pés (especialmente para alunos de 4-8 anos), microfone, caixa de som, projetor, computador, extensão, máquina fotográfica e filmadora, banners, programas impressos, lembrancinhas e cartazes com informações importantes para alunos, pais e convidados.

No terceiro post dessa série vou compartilhar sobre esses cartazes!

Bem, depois de ter trabalhado diligentemente ao longo de meses em planejamento e preparação cuidadosos, vejam que tudo fica bem mais sistematizado e em ordem, não é mesmo? 😉 Então vale a pena todo o sacrifício!!

Amanhã continuaremos com o calendário de contagem regressiva e também com o Dia D!! Não Percam!!

Mirka.

Anúncios

4 opiniões sobre “10 dicas para preparar um Recital (sem stress!!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s