Conhecendo os Compositores

Que tal convidar os compositores para as nossas aulas?

image

Bem, eu penso que para um ensino de música em primeiro lugar (e não só de piano) é importante que o professor inclua alguns conteúdos na sua aula, como história da música, biografia dos compositores e apreciação musical, por exemplo. Esses aspectos de cultura musical geral complementam o trabalho no instrumento e enriquecem muito as aulas, proporcionando um ensino muito mais completo para o aluno.

Como eu sou muuuuuiiitttoo inquieta, estou sempre buscando novos recursos para trabalhar esses conteúdos com os alunos. Então, numa das minhas andanças pela internet encontrei umas coisinhas muito bacanas sobre os compositores que gostaria de compartilhar hoje com vocês, além de algumas outras ideias daqui do blog mesmo.

1. Biografias ilustradas: vídeo

Eu gosto muito de histórias ilustradas e elas estão se tornando cada vez mais populares em vídeo! Encontrei essas duas versões sobre Beethoven e Chopin. Há obviamente muito mais informações que poderiam ter sido dadas, mas os vídeos são  curtos. Perfeitos para crianças! Super bem feitos com texto, desenhos e música. Uma pena que o canal tenha só essas duas opções, mas espero que mais alguns compositores sejam incluídos no futuro.

2. Biografias ilustradas: livros

Além dos vídeos existem diversas coleções de livros de diferente editoras que são próprios para o público infantil. Mas eu encontrei dois que me chamaram a atenção: Chiquinha Gonzaga e Villa-Lobos! Uma excelente forma de trabalhar a vida de nossos compositores brasileiros, ou a infância deles (como no caso desses livrinhos). Eles são da editora Callis e achei para vender na livraria Saraiva.

3. Jogo da memória

  • Já falei aqui sobre a Susan Paradismas não me canso de indicar o site dela! É definitivamente uma parada obrigatória para quem quer jogos e atividades para usar nas aulas de música! Ela disponibiliza arquivos pdf, então é só imprimir e usar! Pois bem, ela tem um jogo da memória dos compositores para colar em tampas de plástico! Criativo e sustentável! Mas não se esqueçam, caso baixem o arquivo, considerem fazer uma doação para que ela continue mantendo o seu maravilhoso site!

image.jpeg

Clique AQUI para fazer o download do jogo no site da Susan

4. Quebra-cabeça com palitos de picolé 

Essa próxima dica é uma reciclagem de um post aqui do blog mesmo. Publiquei no ano passado durante a maratona. É um quebra-cabeça dos compositores! A ideia é muito simples. Abaixo segue o vídeo tutorial:

5. Sugestão de plano de aula

Depois dessas dicas todas, gostaria de sugerir um pequeno plano (que eu particularmente uso) dividido em 4 semanas e que pode ser feito usando no máximo 10 minutinhos da aula. Esse esquema funciona melhor com o envolvimento da família. Nesse caso ajudamos também a levar cultura musical geral para os lares dos nossos alunos e contribuímos para a formação de platéia.

Aula 1

  • Selecione o compositor, de preferência um que o aluno esteja tocando no seu repertório;
  • Faça a atividade do quebra-cabeça para “apresentar” o compositor ao aluno;
  • Faça perguntas para ver o que o aluno já sabe (nome, país natal, título de algumas composições…);
  • Mostre um vídeo sobre a biografia e complemente com mais alguns fatos e histórias interessantes;
  • De tarefa peça que o aluno leia mais sobre o compositor na internet ou,  se tiver um livrinho, empreste para ele ler na próxima semana. Selecione também algumas obras do compositor com link de vídeos do YouTube para ele assistir em casa.

Aula 2

  • Peça ao aluno que fale  o que leu sobre o compositor;
  • Comentem sobre as músicas que ficaram de tarefa e escutem juntos mais alguns trechos de outras composições;
  • Peça ao aluno que faça um desenho do compositor para mostrar na aula seguinte e que continue ouvindo as obras indicadas;
  • Envie uma mensagem para os pais avisando que o aluno está estudando sobre determinado compositor e incentive a família a participar escutando juntos as músicas selecionadas. Outra sugestão é que os pais peçam para seu filho contar  sobre a vida do compositor para eles.

Aula 3

  • Comece apreciando o desenho que o aluno fez;
  • Como atividade de revisão elabore afirmações corretas e incorretas sobre a vida e a obra do compositor para o aluno responder se é “verdadeiro ou falso”;
  • Mostre o jogo da memória com outros compositores que serão estudados no futuro. Apresente seus nomes e aproveitem para jogar!
  • Peça ao aluno que continue ouvindo as obras selecionadas.

Aula  4

  • Jogue mais uma vez o jogo da memória e cada vez que formar um par, peça ao aluno para falar o nome do compositor;
  • Faça um teste de apreciação musical colocando para o aluno ouvir algumas das obras selecionadas e peça que identifique o título e os instrumentos utilizados;
  • Se o aluno for bem em todas as atividades anteriores e você achar que deve dar um incentivo, pode finalizar o projeto confeccionando um certificado bem fofo de “Expert em (e escrever o nome do compositor)”. Depois é tirar uma foto e enviar para a família!
  • Como “cereja do bolo” você pode sugerir aos pais que fiquem atentos à programação cultural da cidade e levem seu filho para assistir a um concerto que inclua no programa obras do compositor estudado!

Bem, obviamente que tudo isso fica lindo no papel, mas nem sempre vai funcionar como planejamos. Por isso é importante ter flexibilidade, adaptar as atividades ao longo do processo e ver o que funcionará melhor para cada aluno. Afinal, são só sugestões mesmo!

Lembrando que essas atividades foram pensadas para serem usadas com crianças, mas nada impede que você faça os devidos ajustes para trabalhar com adolescentes e adultos.

Obs.: Dependendo da idade  e da bagagem musical do aluno seria interessante ir apresentando os períodos da história da música e situar os compositores nessa linha do tempo a medida que forem sendo estudados. Outro aspecto que pode ser abordado é a forma das composições.

Para terminar compartilho esse lindo desenho que minha aluna Julia fez de Beethoven quando ela tinha 9 anos! Fofura total!!!

image

Até a próxima e ótimo ensino de MÚSICA a todos!!!

Mirka.

Círculos, pedrinhas, argolas e confetes!

 

Pois então…

…minha ideia para essa época seria de trazer novidades do  Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba! Mas como infelizmente não pude ir ao curso, tirei um tempo para hibernar por uns dias e pensar em outras coisinhas que poderia compartilhar aqui!

Sempre quando preciso de inspiração para um novo post corro para o meu caderninho de anotações do imageblog! É um “lixão” de ideias, onde anoto TUDO o que acho interessante relacionado ao ensino de música e de piano. Comecei a fazer esse exercício de anotar as ideias antes de começar o projeto da maratona, mas depois disso continuei a escrever temas para os posts e isso tem sido minha fonte primária de consulta antes de publicar sobre qualquer assunto! Depois de anotar a ideia, escrevo as fontes e elaboro um passo a passo (item por item mesmo) de tudo o que preciso fazer desde a concepção do post até o produto final (o momento da publicação). Isso ajuda a quebrar as etapas e o trabalho pode ser melhor quantificado. Dessa forma tenho um sistema de início meio e fim que me permite saber o que é preciso para realizar o trabalho! Fica muito mais fácil! (Ou menos difícil…porque verdade seja dita, ser blogueira não tão simples  assim)

Bem, nas minhas idas e vindas no caderninho pensei em vários assuntos que gostaria de abordar aqui: sobre o recurso (maravilhoso) do IPad ou tablet nas aulas, resenhas sobre livros de iniciação ao piano que trouxe do NCKP, a preparação para a aprendizagem de uma nova música e a importância dos alunos identificarem padrões nesse processo, um intensivo sobre preparação para recitais e outros eventos, sobre as vantagens do trabalho colaborativo entre professores…mas o que me chamou mais atenção nesse momento são mesmo as atividades e jogos de pré-leitura e leitura na pauta! Por isso, juntei todos os materiais circulares que tenho em casa e nos próximos posts vou abordar algumas atividades divertidas que tenham como objetivo fixar conceitos de leitura de notas na pauta e também de alturas relativas!

image

Mas se vocês gostaram dos outros temas escritos anteriormente, continuem visitando o blog! Eles virão todos, em breve!

Bem, na sexta volto com círculos, pedrinhas, argolas e confetes!

Um ótimo ensino de música/piano a todos!

Mirka.

Cubo curinga!

Errata: para os que recebem os posts por e-mail, peço desculpas pelo erro na palavra “conceitos” no segundo parágrafo do post de ontem, que saiu sem a letra “i”. Convido para que leiam no site, onde a edição já foi feita e o erro está corrigido.

image

Ai, ai, ai, ai…está chegando a hora! O dia vai terminando meu bem e eu tenho que ir embora!!!! 😢😢😢 Pois é! Hoje é o último dia da maratona! Nossa, já passou!!! Foram 32 dias consecutivos de posts,  muito trabalho, algumas madrugadas para finalizar edições de vídeos, um pouquinho de correria (às vezes), muitas horas de planejamento (em média 5 horas para cada post), preparação, revisão…ufa! Mas estou feliz, muito feliz mesmo de ter concluído esse projeto, e mais feliz ainda por vocês que acompanharam, curtiram, comentaram e aproveitaram o conteúdo do blog! Esse espaço é feito para isso mesmo: dividir com vocês (além de ideias e materiais) as dúvidas, as dificuldades e também as alegrias de ser professor(a) de piano!

Mas vamos seguir com o post de hoje!
O que gostaria de propor para o nosso “faça você mesmo” é um dado, sim um cubo de papel ou cartolina que você pode imprimir, recortar e colar para usar nas aulas como quiser! É um elemento curinga e pode ser adaptado de várias formas e a vários conteúdos!

Encontrei um post no blog Espaço Educar com diferentes dados que você pode baixar e imprimir! O link é:

http://www.espacoeducar.net/2011/06/moldes-de-dado.html?m=1

A ideia depois é escrever em cada um dos lados algo que seja relacionado ao assunto a ser trabalhado com o aluno! Pode ser um cubo com sinais de dinâmica, onde o aluno toca determinado trecho de música ou improvisa uma melodia em piano ou forte, por exemplo (de acordo com o que símbolo que tirar no dado). Outra opção seria escrever células rítmicas para o aluno ler, falar a silabação ou tocar no instrumento mesmo…as possibilidades são quase infinitas! Então use sua criatividade e monte seu dado com o que quiser abordar com seus alunos!

image.jpeg

Bem, queridos colegas! A maratona chega ao final, mas o BLOG segue em frente com força total! Vou tirar uns dias de descanso e retorno na segunda dia 27/6 com uma promoção !! Vou sortear uns SUPER brindes! Não percam! Até lá!!!!!!

Um ótimo ensino de piano a todos e mais uma vez MUITO obrigada por sua companhia!

Mirka.

Mirka Brinca :)

image

Então gente, ontem eu comentei que uso muitos jogos nas aulas e que no momento estou com esse projeto de organizá-los de forma mais eficiente com algumas ideias que tirei do Pinterest!

Bem, os jogos de música são minha paixão! Adoro criar brincadeiras e atividades que ensinem conceitos musicais para os alunos! Eu mesma tenho uma pequena produção, que voltará a operar no final de julho ou início de agosto (aguardem que vem novidade por aí!) Mas hoje gostaria de dar uma palhinha desse meu projeto dos jogos, o Mirka Brinca! 

Mirka Brinca Logo Novo

Quando falo que sou professora de piano, ouço muitas pessoas falarem que estudaram quando criança, mas os comentários são sempre sobre o quanto as aulas eram maçantes, cansativas e monótonas. É triste saber que sua experiência tenha sido tão negativa! Minha missão tem sido mudar esse paradigma, adotando sistemas e materiais que  tornem a aula ao mesmo tempo eficiente (onde o aluno aprenda de forma consistente) mas também leve e divertida (criando uma relação positiva com o estudo do piano, algo do qual possa se lembrar com alegria no futuro). De fato é um desafio, mas posso dizer que tenho obtido muita aceitação por parte dos alunos com relação ao uso de jogos. Eles realmente adoram! E o mais importante, aprendem (brincando)!
Desde que comecei a criar os jogos tenho compartilhado essas ideias em alguns workshops para professores de música e produzido esses materiais sob encomenda. Se vocês gostaram da ideia, em breve voltarei a ativar esse projeto, mas hoje quero dar uma pequena amostra de um desses materiais que eu criei: o Mata Mosca! E no futuro voltaremos a conversar sobre esses jogos, caso vocês se interessem!

Um ótimo ensino de piano/música a todos!

E vamos jogar 🙂

Mirka.

Colorindo a Partitura

image

Em um post anterior abordei a questão da importância de anotar a tarefa com clareza para ajudar o aluno a ter um estudo mais eficiente em casa! Gosto  de usar cores diferentes para cada tópico do dever de casa, especialmente com as crianças! Mas além disso, também costumo colorir a partitura!

No início era assim:

image

 

Essa sonata para violino encontrei outro dia desses no Facebook!! Bem, brincadeiras à parte, as partituras dos meus alunos estão longe desse nível de poluição visual, mas quando comecei a lecionar usava somente lápis de escrever para marcar o que deveria ser corrigido. Não levou muito tempo para perceber que de uma aula para a outra  as anotações novas se confundiam com as antigas e acabavam se perdendo. Em resumo, o aluno já não prestava a devida atenção e o que era pior,  os erros se mantinham! Foi então que eu comecei a usar cores! Uma ideia ridiculamente simples, mas que ajuda muito, especialmente os alunos com dificuldade de foco e atenção!

Então, como rata de papelaria assumida que sou, estou sempre munida de canetinhas marca texto, canetas esferográficas e hidrocores coloridas, bem como post-it (em português: bloco autoadesivo)!

image

Sobre os bloquinhos autoadesivos, na National Conference for Keyboard Pedagogy em Chicago no ano passado assisti a um workshop com as maravilhosas Diane Hidy e Elissa Milne, no qual  sugeriram esse recurso para alunos com dificuldade de concentração. Elas deram vários exemplos e um deles foi o de utilizar post-it para marcar na partitura onde deveria estar o foco do aluno. Outra ideia seria utilizar um postit gigante (ou papéis coloridos) para cobrir parcialmente a partitura, revelando ao aluno apenas um trecho ou um aspecto específico da música que deva ser o foco de atenção naquele momento (uma condução de baixo, uma progressão harmônica, um padrão rítmico, uma linha melódica, o dedilhado de uma passagem escalar…)

Vejam os exemplos abaixo:

image

Até aí tudo bem, os post-its são recursos temporários e podem ser retirados quando não forem mais necessários, mas  agora falando bem a verdade eu achava um sacrilégio escrever de caneta, especialmente nos livros dos alunos. Ainda bem que me despreendi dessa quase “tradição” de escrever somente a lápis e questionei sua eficiência! Foi então que ficou claro para mim que mais importante do que o “medinho” de colorir a partitura do aluno de caneta, é que ele efetivamente compreenda o que deve ser feito! Por isso, cada anotação nova vai com uma cor diferente e eu reforço na agenda escrevendo (por exemplo): “observar anotações em vermelhon na partitura”!

image

Tem dado resultado e a probabilidade do aluno não lembrar o que deve ser corrigido ou no que ele deve prestar atenção na hora de estudar diminuiu muitíssimo! Então, que tal? Vamos colorir a partitura?

image

 

Um ensino de música bem colorido a todos!

Mirka. 

 

Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba!

image

A  dica do dia é participar do III Encontro de Pianistas de Piracicaba!

Outro dia encontrei um post no facebook compartilhado pela minha querida profe Claudia Deltrégia sobre um curso, o III Encontro Internacional de Pianistas de Piracicaba. O que me chamou a atenção foi a proposta dupla do evento, que visa atender não só aos estudantes e  profissionais da área de performance com Concertos e Masterclasses, mas também os que atuam na área do ensino, através de Mesas Redondas e Workshops de pedagogia do piano ministrados por um time de primeiríssima linha! Muitos nomes do Brasil e dos EUA, alguns deles estavam também no NCKP em Chicago no ano passado!

Na época que vi o post compartilhado pela Claudia fiquei muito frustrada porque o evento aconteceria no feriado de Corpus Chirsti em maio e eu já tinha uma viagem importante marcada. Então, comentando com minha colega Raisa Richter a respeito, buscamos mais informações e para a nossa alegria o curso havia sido prorrogado e agora acontecerá de 11 à 16 de Julho! Então não dá para perder! Vejam o cartaz de divulgação abaixo:

 image

O curso estava dando bolsas e estudo, porém infelizmente a data limite expirou dia 10 de Junho. Mas calma, ainda dá tempo de participar! As inscrições para alunos pagantes (sem bolsa) vão até o dia 10 de Julho! É possível optar por fazer o curso todo ou alguns dias apenas, nesse caso o valor é diferenciado. Sobre as Masterclasses, os  que desejarem podem assistir como ouvintes ou participantes ativos. A organização do Encontro indica também local para hospedagem.

Enviei mensagem para o professor João Paulo Cassarotti, Diretor Artístico e Pedagógico do Evento,  que prontamente me respondeu sinalizando duas fontes para os interessados em saber maiores informações: a página no Facebook e o site. O site deve ser atualizado em breve com a programação desse ano, então no momento é importante clicar no canto direito da tela (em verde) para ser direcionado à terceira edição do Encontro.

Site:  http://eipianopira.com

Fan Page no facebook: https://www.facebook.com/Encontro-Internacional-de-Pianistas-de-Piracicaba-1587654844820822/

Colegas e amigos que me visitam! Iniciativas como essa e também como o Encontros de Pedagogia do Piano, promovido pela UFSM, são ímpares, pois representam um início bem articulado de eventos voltados ao ensino do piano no nosso país. Eles são feitos para mim e para você, mas se nem eu ou você formos, perdem a razão de ser e deixam de existir. Então faço um convite caloroso para aproveitarmos essas oportunidades preciosas onde podemos ouvir e fazer música de muita qualidade, avaliar nossa prática, reciclar ideias, conhecer novas propostas, aprender com grandes mestres, conhecer colegas e certamente voltar mais inspirados e renovados! Para aqueles em dúvida, deixo a última dica do dia: O melhor investimento que podemos fazer é em nós mesmos, portanto vale a pena!

Espero vê-los lá!

Um bom ensino de piano a todos!

Mirka.

Grupo no WhatsApp para PPS (Professores de Piano Solitários)

image

Em um post antigo comentei (o óbvio) sobre como o pianista é um ser solitário! Durante sua formação passa várias horas por dia grudado no instrumento estudado. Na hora de fazer uma prova ou recital (a não ser que seja de música de câmara) encara o palco sozinho mesmo! E o professor particular de piano acaba seguindo o mesmo caminho! É claro que aqueles que trabalham em escolas têm os colegas para conversar e trocar ideias, mas os que atuam de forma autônoma no seu próprio estúdio, acabam ficando um pouco isolados e sem contato com seus pares! E como isso faz falta!!!

Pensando nisso o queridíssimo Eduardo Fontes, um professor de piano super dedicado de Vitória no Espírito Santo, criou um grupo no WhatsApp! Mas que ideia maravilhosa!

Eduardo (que já fazia parte de um grupo sobre Musicalização) acertou em cheio, porque a mesma carência de contato e troca de experiências entre professores de piano que ele tinha lá em Vitória, outros também sentiam no Mato Grosso do Sul, ou em Rondônia, ou no Paraná ou aqui na cidade maravilhosa! O resultado surpreendeu o próprio criador do grupo, pois desde seu nascimento  (em 5 de março de 2016, mais precisamente às 16h e 20 minutos), há pouco mais de 3 meses, o “Professores de Piano” (como é chamado) já conta com mais de 100 participantes do Brasil todo! Os perfis são variados, desde professores universitários, mestrandos, doutorandos e graduandos de cursos de música, proprietários de escolas, professores de escola e professores particulares autônomos, como eu!

Além do Eduardo, outras colegas (as queridas Naira Poloni do Convep e a Keyla Esperidon) também estão auxiliando como administradoras para agilizar a inclusão de mais participantes.

Os céticos vão dizer: Ah, não! Mais um grupo de WhatsApp só pra encher meu celular com 150 mensagens de bom dia, correntes, piadas sem graça, campanhas partidárias e vídeos virais! Bem, posso dizer como participante assídua que esse grupo é um dos mais produtivo do qual faço parte! Os comentários são pertinentes, as experiências, vídeos e materiais compartilhados acrescentam muito na prática e no dia a dia das aulas. Além disso, o clima de camaradagem e cooperação é evidente entre os colegas! Como tenho conhecido gente bacana e aprendido um pouquinho com cada um todos os dias!! Então, da minha parte SUPER recomendo!

Além do WhatsApp, o Eduardo criou um depósito de materiais e arquivos no OneDrive, onde o pessoal vai fazendo sua contribuição, deixando arranjos de partituras, livros que não são mais editados e outras preciosidades para uso livre dos participantes! Assim que um membro entra, recebe calorosas boas vindas dos integrantes, bem como uma mensagem com a senha de acesso! É uma riqueza esse grupo!

Bem, termino esse post deixando em meu nome (arrisco dizer até em nome de todos os colegas do grupo) um MUITO obrigada ao Eduardo por essa iniciativa fantástica!! Ações como essa nos unem e mostram que aos poucos a área de Pedagogia do Piano no Brasil vai tomando forma, rumo e se consolidando de verdade! Ei, olhem só! Já está acontecendo e estamos fazendo parte disso!

Deixo a vocês o convite para se juntarem ao grupo através da Fan Page do Eduardo no Facebook (vejam o link abaixo). Após acessarem, por favor, enviem uma mensagem inbox para ele solicitando sua participação com o seu número de WhatsApp. Aproveitem para curtir a página do colega!!!

image

Link para a página do Eduardo no Face Book:

https://www.facebook.com/eduardofontespiano/?ref=ts&fref=ts

Então era isso, pessoal! Nos vemos no grupo!

Mirka.


imageEduardo Fontes iniciou os estudos de piano aos 09 anos de idade por influência de sua mãe, ingressou no curso livre da FAMES – Faculdade de Música do Espírito Santo “Maurício de Oliveira” em 2002, posteriormente no ano de 2013 graduou-se em piano na mesma instituição. Participou de concursos de piano destacando-se como Melhor Intérprete Villa-Lobos no Concurso Nacional Villa-Lobos na categoria piano (2007). Atualmente leciona piano para alunos a partir dos 05 anos no curso livre Opportunity do Departamento de Música da PIB-Barcelona (ES), além de atuar como Pianista Acompanhador no programa de bolsas de monitoria da FAMES. Recentemente ao lado pianista Kyssia Teles formou o Duo Pianoforte, com trabalho voltado a música sacra.