Colorindo a Partitura

image

Em um post anterior abordei a questão da importância de anotar a tarefa com clareza para ajudar o aluno a ter um estudo mais eficiente em casa! Gosto  de usar cores diferentes para cada tópico do dever de casa, especialmente com as crianças! Mas além disso, também costumo colorir a partitura!

No início era assim:

image

 

Essa sonata para violino encontrei outro dia desses no Facebook!! Bem, brincadeiras à parte, as partituras dos meus alunos estão longe desse nível de poluição visual, mas quando comecei a lecionar usava somente lápis de escrever para marcar o que deveria ser corrigido. Não levou muito tempo para perceber que de uma aula para a outra  as anotações novas se confundiam com as antigas e acabavam se perdendo. Em resumo, o aluno já não prestava a devida atenção e o que era pior,  os erros se mantinham! Foi então que eu comecei a usar cores! Uma ideia ridiculamente simples, mas que ajuda muito, especialmente os alunos com dificuldade de foco e atenção!

Então, como rata de papelaria assumida que sou, estou sempre munida de canetinhas marca texto, canetas esferográficas e hidrocores coloridas, bem como post-it (em português: bloco autoadesivo)!

image

Sobre os bloquinhos autoadesivos, na National Conference for Keyboard Pedagogy em Chicago no ano passado assisti a um workshop com as maravilhosas Diane Hidy e Elissa Milne, no qual  sugeriram esse recurso para alunos com dificuldade de concentração. Elas deram vários exemplos e um deles foi o de utilizar post-it para marcar na partitura onde deveria estar o foco do aluno. Outra ideia seria utilizar um postit gigante (ou papéis coloridos) para cobrir parcialmente a partitura, revelando ao aluno apenas um trecho ou um aspecto específico da música que deva ser o foco de atenção naquele momento (uma condução de baixo, uma progressão harmônica, um padrão rítmico, uma linha melódica, o dedilhado de uma passagem escalar…)

Vejam os exemplos abaixo:

image

Até aí tudo bem, os post-its são recursos temporários e podem ser retirados quando não forem mais necessários, mas  agora falando bem a verdade eu achava um sacrilégio escrever de caneta, especialmente nos livros dos alunos. Ainda bem que me despreendi dessa quase “tradição” de escrever somente a lápis e questionei sua eficiência! Foi então que ficou claro para mim que mais importante do que o “medinho” de colorir a partitura do aluno de caneta, é que ele efetivamente compreenda o que deve ser feito! Por isso, cada anotação nova vai com uma cor diferente e eu reforço na agenda escrevendo (por exemplo): “observar anotações em vermelhon na partitura”!

image

Tem dado resultado e a probabilidade do aluno não lembrar o que deve ser corrigido ou no que ele deve prestar atenção na hora de estudar diminuiu muitíssimo! Então, que tal? Vamos colorir a partitura?

image

 

Um ensino de música bem colorido a todos!

Mirka. 

 

NCKP (National Conference for Keyboard Pedagogy)

Olá!!!image

Esse ano realizei um grande sonho, que foi participar da Conferência Nacional de Pedagogia do Piano em Chicago, promovida pela Frances Clark Center. Foi um investimento alto com o dólar tão caro, mas valeu muito a pena mesmo!!! Com certeza faria tudo outra vez! Aprendi tantas coisas e voltei com tantos materiais que tive que comprar uma mala extra! :p

image

A conferência é sem dúvida um “must go” para quem, como eu, adora estar com outros professores de piano e aprende com eles! Lá tive o privilégio de conhecer as professoras cujos blogs eu sigo há anos como a Joy Morin, Elisa Milne, Kathleen Theisen e Diane Hidy, também pude fazer novos amigos e até encontrei com meu querido colega de Mestrado Germano Mayer!

Essa experiência sem dúvida enriqueceu muito meu leque de opções sobre abordagens de ensino, materiais, jogos, pesquisas…sem falar que o evento é SUPER bem organizado!  São dezenas de workshops sobre diversos temas envolvendo o ensino de piano, showcases de editores, muitos materiais (eu disse MUITOS MATERIAIS), jogos, concertos, recitais, aulas! Foi fantástico!

Abaixo segue um vídeo (super amador) que fiz no Stand de Expositores no Centro de Convenções do Westin Lombard, onde a Conferência aconteceu. Queria compartilhar aqui porque fiquei muito encantada e assim convido você a fazer esse passeio comigo! Vamos? (Aviso Importante: no vídeo Mirka aparece falando seu inglês “macarrônico” :p )

Bem, em posts futuros devo compartilhar algumas das coisas que aprendi  por lá!

Aguardem!!

Mirka.